Sobre o bolsa família

Muita gente está preocupada com o futuro dos programas sociais no Brasil. Há uma grande incerteza sobre o futuro de diversos programas sociais, entre eles o Bolsa Família. O que muito se tem dito é sobre cortes nesses programas, principalmente o Bolsa Família.

Para quem está preocupado com o fim desse benefício e quer saber o que vai acontecer com esse programa, basta ler nosso texto até o final e descobrir todas as novidades sobre esse benefício, que é o maior do Brasil e se torna uma fonte de renda importante para as pessoas.

Calendário de pagamentos

Uma das publicações mais aguardadas pelos beneficiários do programa é o calendário Bolsa Família. Ele divulga as datas de pagamento do benefício social para as famílias beneficiadas. Esse documento é atualizado todos os anos, resultado da parceria entre a Caixa e o Ministério do Desenvolvimento Social. Confira abaixo as datas de pagamento do Bolsa Família.

Quem tem direito?

Para conseguir acesso ao Bolsa Família é necessário que a família comprove situação de extrema pobreza.

  • Famílias em que a média de renda entre todos os membros da família não ultrapasse os R$177,00 mensais tem direito.
  • Caso a renda mensal da família ainda seja inferior a R$ 89,00 por pessoa, a família poderá receber um auxílio extra, para ajudar a superar a pobreza.
  • Além disso, é necessário comprovar que as crianças estão estudando, no período apropriado e se estão com a carteira de vacinação em dia.

Esses dois critérios são mandatários para que o benefício continue sendo pago, caso uma família não cumpra alguma dessas obrigações, o benefício é cortado até que a situação seja regularizada.

*Espera-se que os critérios de renda sejam mantidos para o bolsa família 2018.

Bolsa Família pode ser terminar?

O momento de definição sobre o Bolsa Família irá acontecer apenas no final de 2020, por isso, ainda não se sabe o que vai acontecer com essa bolsa no ano que virá, já que isso dependendo de uma série de fatores, como a economia do país e o momento político que o Brasil enfrenta. Por isso que ainda não se sabe nada sobre a continuidade ou não do Bolsa Família.

Se o calendário se manter como estava no Orçamento da União, no começo de 2019, o Bolsa Família deve se manter os mesmos valores praticados em 2019, sem nenhum tipo de reajuste ou aumento. Lembrando ainda que nada impede que o Governo corte esse benefício, se assim achar necessário, para equilibrar o déficit público, como o Ministro Paulo Guedes vem dizendo nos últimos dias.

*Espera-se que os critérios de renda sejam mantidos para o bolsa família 2020.

Valor do benefício

É importante ressaltar quais são os valores que cada família recebe do Governo, quando são contempladas no Bolsa Família. Ao contrário de outros benefícios oferecidos pela União, o valor do benefício varia de família para família, sendo resultado de uma composição de valores que inclui:

  • Um primeiro valor pago é o rendimento de R$ 89,00 para famílias que tenha renda mensal inferior a R$ 89,00 por pessoa. Esse benefício serve para ajudar aquelas famílias que se encontram em situação de pobreza extrema.
  • Outra variável no valor do benefício é o número de filhos de 0 a 15 matriculados na escola – a cada filho cadastrado, a família recebe um auxílio de R$ 41,00, sendo possível cadastrar no programa até 5 filhos ou dependentes.
  • Além disso, as famílias recebem mais R$ 48,00 por cada adolescente entre 16 e 17 que esteja em dia com os estudos. Nesse caso, é permitido cadastrar até 2 jovens no programa para receber o auxílio.

Como Consultar o saldo do benefício

O programa social bolsa família ajuda todo os anos milhares de pessoas que vivem em condições de pobreza, onde muitas vezes essas mesmas estão sujeitas a passarem fome. O valor bolsa família é  benefício para complemento de renda, e que podem variar de R$ 89,00 a R$ 457,00 mensais.

A data de pagamento dos valores do benefício é definito no calendário bolsa família, e você receberá de acordo com o número do cartão do programa, esse número é o mesmo número de matrícula do cadastro único, serviço esse responsável pela assistência social do país (CADÚnico). Pessoas com cujo o seu cartão acaba com o número “1”, são as primeiras a receberem o benefício, e assim por diante, “2”,”3″ sendo a última pessoa a receber aquela a qua o último número do seu cartão for igual a “0”.

Como Consultar o calendário do Bolsa família
Como Consultar o calendário do Bolsa família

É importante salientar que os pagamento são iniciados no dia 10 de cada mês, e acabam no último dia do mês, essa regra não se aplica no mês de dezembro, onde o governo adianta o pagamento do bolsa família, e seus beneficiários recebem o valor do seu benefício antes do dia 25 (Natal).

Se você estive com dúvida se já recebeu o benefício este mês, você poderá acessar online a consulta bolsa família por meio do site da caixa econômica.

Veja como você pode consultar o calendário bolsa família logo abaixo:

  • Primeiro será necessário que você acesse o site da Caixa no seguinte endereço: www.caixa.gov.br;
  • Ao acessar a página você encontrará o menu chamado “Calendário”, clique nele;
  • Selecione o mês referente ao pagamento que você deseja ter informação e confira o calendário de pagamento do bolsa família;

Cartão Bolsa Família

Como o cartão bolsa família você poderá realizar o saque do seu benefício. Assim que você realizar o cadastro bolsa família você receberá o seu cartão, e assim poderá realizar o seu saque mensalmente utilizando ele.

É importante você ter sempre em mãos o seu cartão bolsa família, pois através dele você terá direito a sacar o seu benefício. Se você ainda não recebeu o seu, é recomendado que você entre em contato com o atendimento da Caixa Econômica Federal e assim procure saber o porquê o mesmo não chegou.

Para entrar em contato com a Caixa você pode ligar para 0800 7260207, lembrando que a ligação é grátis para qualquer região do Brasil.

Como cadastrar a senha do cartão para fazer os saques

Assim que você receber o seu cartão, você deverá cadastrar uma senha para esse mesmo. O processo de cadastrar a sua nova senha no cartão bolsa família é extremamente simples, é pode ser feito em qualquer agência da Caixa.  O cartão vem sem senha, pois de outra forma você estaria vulnerável, já que sem está senha você não pode realizar o saque do seu benefício.

Dessa maneira, assim que você receber o seu cartão é recomendado que você se desloque até a agência da Caixa mais próxima de você, com seus documentos de identificação o qual deverá possuir obrigatoriamente foto e também o envelope o qual você recebeu o seu cartão cidadão. Dessa maneira a atendente irá criar uma nova senha para você, essa mesma será escolhida por você.

Cuidado para não esquecer a sua senha e evite de contar sua senha a terceiros, pois com ela em mão e o seu cartão, qualquer outra pessoa poderá sacar o valor do seu benefício.

Como Sacar

Não importa qual o valor que você recebe, o que irá definir a data que os valores irão estar disponível para saque é o calendário de pagamento do programa. Para realizar a movimentação dos valores do seu benefício você deverá possuir o cartão do mesmo, esse mesmo servirá para que você possa realizar saques do valores recebidos de acordo com o calendário bolsa família.

O saque do bolsa família poderá ser feito nas agências da Caixa Econômica Federal ou agências credencias, bem como casas lotéricas com postos de atendimento Caixa Aqui, todas essas poderão efetuar o pagamento do benefício.

Fique ligado a prazo para o saque do valor, pois esse mesmo só ficará disponível por 90 dias, após este prazo o mesmo irá retornar aos cofres públicos.

Documentos necessários para consultar o Saldo do Bolsa Família

Muitos beneficiários possuem entre suas dúvidas, a de como saber o seu saldo do programa para assim saber se possui valores para o saque, por conta dessa duvida iremos explica como você deverá proceder para que consiga visualizar o seu saldo.  Você poderá consultar o seu saldo por meio de diversos meios, os principais meios para você realizar a consulta saldo bolsa família são:

  • Cartão Cidadão;
  • Cartão do Bolsa Família;
  • Conta da sua conta corrente;
  • Online, através da internet, bastando apenas ter seus dados em mãos.

Caso você encontre alguma dificuldade para realizar a consulta do saldo do seus 

Valor pago em Junho/2019 pelo Bolsa Família

O valor do Bolsa Família sofre alguns reajustes, assim como outros programas, como o PIS e o Seguro Desemprego. Devemos levar em consideração que o Bolsa Família é um programa que auxilia diversas famílias em todo Brasil.

Valor do benenício

Anualmente é realizado pelo Governo Federal um reajuste no valor do benefício, isso ocorre conforme os impostos do Governo e em relação a economia do país, que está passando por algumas dificuldade financeiras.

Abaixo você pode entender melhor o valor Bolsa Família recebido pelos grupos familiares:

  • Crianças do grupo familiar recebem R$ 41,00, sendo possível cadastrar no máximo cinco crianças.
  • Jovens do grupo familiar recebem R$ 48,00, sendo possível cadastrar no máximo dois jovens.

⚠️ ATENÇÃO:

* São da categoria de extrema pobreza os grupos familiares que recebem no máximo R$ 89,00.

* São classificadas como crianças quem tem dos 0 até os 15 anos. E jovens de 16 até 17 anos.

  • Benefício Básico: O valor do benefício básico pode chegar até R$ 89,00;
  • Benefício Variável: As famílias que são classificadas em situação de pobreza e extrema pobreza pode chegar a receber o valor de R$ 195,00;
  • Benefício Variável Jovem: As famílias que tiverem em sua composição jovens até 17 anos de idade, pode chegar a receber o valor de R$ 92,00;
  • Benefício para Superação da Extrema Pobreza: Nesse caso, o valor irá depender do cálculo realizado para a família que se encontra nessa situação, por isso o valor não é definido.

O Bolsa Família foi o programa de maior sucesso do Governo Federal em relação ao combate a pobreza no Brasil. É através dele que inúmeras famílias tem a chance de ter uma vida melhor, com melhorias na saúde, educação, emprego, entre outros aspectos. O Governo auxilia aos grupos familiares que estão em situação de pobreza extrema.

Aumento Anual do Bolsa Família não está previsto para ocorrer em 2019

No momento em que o Governo Federal criou o Programa Bolsa Família ele estava tomando para si a responsabilidade de realizar um deposito mensalmente para as famílias que tem a necessidade de receber tal valor para ter uma situação de vida melhor.

O Valor Bolsa Família é destinado para as famílias que não tem condições suficientes para sobreviver. Neste momento, as famílias que são classificadas em situação de pobreza, recebem até R$ 89,00 por família.

Qual foi o último reajuste do programa?

O último reajuste anunciado ao programa Bolsa família foi em Junho de 2018. Na ocasião, o aumento do bolsa família foi de 5,67%, reajustando o valor médio dos benefícios de R$ 177,71 para R$ 187,79. Confira os valores do reajuste do bolsa família:

  • Benefício variável – para crianças e jovens de 0 a 15 anos de idade e gestantes – Reajuste de R$ 39,00 para R$ 41,00;
  • Befício variável jovem – para jovens entre 16 e 17 anos de idade – resjuste de R$ 45,00para R$ 48,00;
  • Benefício para auxílio da superação à pobreza – pra famílias em situação de extrema pobreza – reajuste de R$ 85,00 para R$ 89,00.

Lembrando que cada família pode acumular até 5 benefícios variáveis e 2 benefícios variáveis para jovem. E o benefício para superação à pobreza somente é pago a famílias cuja média mensal por pessoa seja inferior a R$ 89,00.

É importante que o valor Bolsa Família sofra alguns reajustes, pois todos os anos preços do mercado sofrem ajustes também, e isso, afeta os beneficiários que dependem do valor recebido pelo programa para se manter.

Telefones de contato

Caso o beneficiário tenha alguma dúvida relacionada ao programa basta ligar para o telefone 0800 do Bolsa Família.

  • 0800 726 0207 – Central de Atendimento da Caixa e falar com um atendente. A ligação é gratuita e deve ser realizada de telefone fixo.
  • 0800 707 2003 – Central de atendimento do MDS. Funciona de segunda à sexta, das 07h às 19h.

 

Como consultar seu saldo por telefone

É possível realizar a consulta do seu saldo Bolsa Família através do telefone 0800. Para isso, você deve:

  • Ligar para 0800 726 0207;
  • Digitar “2”;
  • Em seguida “2” novamente;
  • Agora será preciso digitar o seu NIS e pronto!

Se preferir, você pode ir até alguma Lotérica ou Caixa Eletrônico.

O que fazer caso o benefício seja bloqueado

Quando houver algum tipo de bloqueio no seu benefício é preciso ir até alguma unidade do CRAS ou prefeitura da sua cidade e estudar o motivo do bloqueio. Lembre-se de levar junto a você toda a documentação necessária de identificação e para atualização do registro.

Saiba com solicitar o programa Internet Para Todos

Com o grande fluxo de informações relevantes que circulam pelas mídias online, ter acesso à internet é mais do que necessário para que o cidadão brasileiro fique sempre informado, e buscando aumentar o acesso à internet no país, o governo traz o Programa Internet Para Todos.

Programa Internet para todos
Programa Internet para todos

Desenhado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), o Programa internet para todos pretende oferecer aos cidadãos de todo território brasileiro o acesso à internet de banda larga.

O projeto está orçado em cerca de 3 bilhões de reais, valor que na sua maioria foi aplicado no fabrico e lançamento do satélite que servirá para a distribuição da internet e também para o auxílio de operações que visam o combate a criminalidade.

Para uma maior qualidade da internet de banda larga, o programa prevê instalar cerca de 200 antenas por dia de forma gratuita nas áreas sem nenhuma conexão com a internet.

Como Funciona o Programa Internet para Todos

Apesar de ser um programa financiado pelo governo, o acesso à internet de banda larga que será disponibilizado em virtude dessa iniciativa, não será gratuito, sendo que para disfrutar da internet disponibilizada pelo programa, interessado pagará uma quantia bem acessível.

Mas ressaltar que espaços públicos como hospitais e escolas, terão acesso gratuito à internet, sendo que segundo convenio firmado entre o Ministério da Saúde e o programa, mais de 15 mil pontos em hospitais e postos de saúde terão acesso gratuito à internet.

Quem tem direito

Pelo fato deste programa visar a inclusão digital de populações com poucas condições financeiras ou que vivem numa região sem provedor de internet.

Não existe nenhum critério de seleção para aderir ao mesmo, sendo que todo o cidadão brasileiro tem o direito de desfrutar da internet disponibilizada pela iniciativa Internet para Todos.

Como Se Inscrever

Para que o cidadão possa se inscrever no Internet para Todos é necessário que o seu município tenha assinado um convenio com o governo federal, pois sem a assinatura do termo de adesão as antenas que dão acesso à internet por meio desse programa não serão instaladas no município.

Valendo lembrar que mesmo os municípios que não constam na lista de inclusão do Internet para todos, também podem aderir ao programa, bastando apenas que o perfeito preencha e envie o oficio ao departamento de inclusão Digital do MCTIC.

Nos municípios que já aderirão ao programa, é necessário que o cidadão preste atenção as notícias locais, de modo que ele fique por dentro do processo que deverá ser seguido para a adesão de um plano de internet no programa Internet para Todos.

Dúvidas sobre o conversor ‘seja digital’

Milhares de brasileiros beneficiados com o programa Conversor Digital Bolsa Família possuem ainda dúvidas sobre o conversor digital bolsa família e de como solicitar e retirar o Kit Gratuito concedido a os contribuintes do maior programa de inclusão de renda do país.

Em todo o mundo já começou a ser desligado o sinal analógico, estima-se que até 2018 todo o sinal analógico tenha sido banido, onde a transmissão agora será feita apenas pelo o sinal digital.

O Governo Federal com o intuito de ampliar o acesso das famílias carentes, concedeu a todos os participantes do programa bolsa família um conversor digital gratuito.

As dúvidas sobre o conversor digital bolsa família, de diversos contemplados com o KIT Digital é de como retirar e solicitar o conversor digital.

Dúvidas sobre o conversor digital bolsa família a seguir:

  1. O que tem no KIT gratuito do programa bolsa família?

Os kits gratuitos de TV Digital estão sendo distribuídos aos respectivos contemplados em pacote, onde em cada pacote contém uma antena UHF, um controle remoto e um conversor digital que deve ser instalado na sua TV, lembrando que o Governo concederá apenas o KIT, a instalação é por conta do beneficiário.

  1. Como saber se eu possuo direito ao KIT?

Através do programa bolsa família, só serão contemplados as famílias de baixa renda, é preciso ficar bem claro que o sinal digital é gratuito. Nas televisões mais novas, esse conversor vem integrado, nas mais antigas precisa fazer a instalação deste dispositivo, como as famílias contempladas possuem condições precárias de sustento, o Governo Federal para dar acesso a todos está distribuindo a essas famílias o conversor gratuitamente.

  1. Desempregados, tem direito ao KIT?

Sim, porém somente aqueles que estão cadastrados nos programas sociais do Governo Federal.

  1. Pessoas aposentadas, também recebem o Kit Digital?

Sim, todos os aposentados com baixa renda, podem receber o KIT digital de graça, porém essas pessoas precisam estar cadastradas no CadÚnico.

  1. Como realizar a solicitação de cadastro pela a internet?

Para realizar o cadastro de solicitação do kit digital basta acessar www.sejadigital.com.br e preencher todos os dados pessoais solicitados, os dados devem ser do responsável familiar cadastrado no programa. O sistema automaticamente fará um busca, seu nome estando na relação, prossiga o preenchimento do formulário e pronto. Realize o agendamento da retirada do seu kit, é necessário que você informe o número do seu telefone celular. O portal Seja Digital enviará códigos de atualização do seu pedido por SMS, que deve ser acompanhado, até o dia da retirada do seu KIT digital.

  1. Campo obrigatório mobilizador, o que escrever?

Os campos mobilizadores do portal Seja Digital são os principais voluntários do programa, ou seja, aqueles que ajudam no processo de transição do sinal analógico para digital, neste campo o contribuinte deve incluir o nome do voluntário que o ajudou na instalação.

  1. Ao finalizar o cadastro online, não apareceu onde retirar o kit digital, o que devo fazer?

O portal digital enviará uma carta para cada beneficiário, informando que o agendamento da retirada do conversor foi realizado com sucesso, porém caso não seja enviada nenhuma confirmação, existe a possibilidade de realizar a consulta online através do número do seu NIS ou CPF.

O que é e quem tem direito ao Salário maternidade

Uma das maiores preocupações de toda mãe é de não deixar os filhos desamparados em nenhum momento. E uma das horas mais delicadas é o nascimento da criança, em que a mamãe está fragilizada, e precisa passar os primeiros meses com a criança para formar os vínculos essenciais de mãe e filho. É por isso que há alguns anos foi criado o benefício do salário maternidade, também conhecido como auxílio maternidade.

O Salário Maternidade é pago a mamães a partir do oitavo mês de gravidez, ou para mães que tenham efetuado a adoção ou recebido a guarda judicial de uma criança. Em casos normais, o valor do benefício será que será pago é o equivalente ao salário líquido da mamãe, mas existem outros casos em que a remuneração pode ser diferente. Confira a seguir:

Quem tem direito ao benefício

O auxílio maternidade pode ser solicitado em diversos casos distintos, como será exposto a seguir:

  • Para mulheres grávidas, o benefício pode ser solicitado já a partir do oitavo mês de gravidez, mediante a apresentação de laudo médico comprovando o tempo de gestação da criança;
  • Pode ser solicitado também por mamães que já tenham dado à luz. Nesse caso, o documento a ser apresentado comprobadoramente é uma cópia da certidão de nascimento da criança;
  • Em casos de adoção, ou de recebimento da guarda de criança, o benefício pode ser solicitado mediante a apresentação de certidão de nascimento da criança, com lavra do deferimento da guarda judicial do menor.

Duração do salário maternidade

Em todos os casos citados acima, a duração do salário maternidade é de 120 dias – ou seja, quatro meses. No caso de adoção de criança, o benefício só poderá ser solicitado no caso de a criança possuir até 12 anos de idade.

Qual o valor do salário maternidade

O valor do benefício será, em casos normais, o mesmo valor do salário líquido da mãe empregada. Porém existem alguns casos excepcionais que não se enquadram no perfil mais comum do salário maternidade, no qual a mãe:

  • Que trabalhe no campo e contribua pelo carnê da previdência social pela forma obrigatória – não terão direto as mães que contribuírem através da contribuição facultativa. Nesses casos, o valor do salário maternidade será de 1 salário mínimo;
  • No caso de trabalhadoras da categoria “avulsas” a remuneração será paga pela Previdência Social, no valor da última remuneração da trabalhadora;
  • Para trabalhadora autônomas, o valor da remuneração será o equivalente à média dos últimos 12 meses trabalhados.

Fique de olho: para não perder o direito a esse e outros benefícios assistenciais da previdência, fique em dia com a tabela INSS 2020. Confira as alíquotas do INSS atualizadas e não deixe de contribuir.

Como solicitar o auxílio maternidade

Vai depender da situação da trabalhadora. Caso trabalhe em uma empresa, com carteira assinada, solicite diretamente ao RH da sua empresa. Você terá direito de receber o auxílio maternidade a partir do oitavo mês de gestação, ou 28 dias antes do parto, caso possua cesariana marcada.

Auxílio maternidade para mãe desempregada

No caso de mãe desempregada, o auxílio maternidade deve ser solicitado em um posto de atendimento da previdência social, mas é necessário que a mãe tenha trabalhado com carteira assinada até 14 meses e meio antes de dar à luz a criança.

Pagamentos do mês de Junho/2019

Confira a seguir as datas de pagamento do Programa Bolsa família para o mês de Junho de 2019. Lembrando que o pagamento é ordenado de acordo com o último número do NIS, impresso no cartão do Bolsa Família, conforme a imagem abaixo ilustra.

Final do número do CartãoData de Pagamento
Final 114/jun
Final 217/jun
Final 318/jun
Final 419/jun
Final 521/jun
Final 624/jun
Final 725/jun
Final 826/jun
Final 927/jun
Final 028/jun

Fonte: Caixa Econômica Federal

O que é e onde encotrar o ‘número do NIS’?

Para quem recebe algum tipo de benefício do governo, seja ele qual for, Bolsa Família, Bolsa Luz, Abono Salarial ou qualquer outro tipo de ajuda, é importante sempre saber o número do NIS ou onde consultá-lo. Assim, quando você for retirar esses benefícios, seja em uma casa lotérica ou ainda na agência da Caixa Econômica Federal, você consiga cumprir essa etapa com uma maior facilidade, já que esse número é sempre solicitado quando uma bolsa vai ser dada para o cidadão

Por isso, para quem por acaso perdeu o número do Nis e precisa recuperar esse dado, existem algumas formas de realizar essa operação, já que é importante você manter essa informação sempre bem guardada.

O número do NIS é um documento essencial para quem quer consultar o saldo do bolsa família, sacar o abono salarial, ou até mesmo consultar junto à Previdência Social quanto tempo falta para a sua aposentadoria.

O que é NIS?

NIS significa Número de Identificação Social. Trata-se de um número, presente na carteira de trabalho, cartão cidadão e Cartão bolsa família responsável pela inscrição do vínculo empregatício com a Previdência, e de benefícios Sociais com a Caixa Econômica Federal.

Como saber o número do NIS?

Se você está procurando por esse número e não sabe em que documento ele está listado, é muito simples: o NIS pode ser encontrado nos seguintes documentos:

  • Cartão Cidadão Caixa – O Número do NIS, nesse documento, é o número impresso no cartão cidadão;Número do NIT/NIS no seu Cartão Cidadão
  • Cartão Bolsa Família – Se você for beneficiário do Bolsa Família, também pode consultar o número do NIS direto no seu cartão do programa. Assim como no caso do Cartão Cidadão, o número do NIS é o número do beneficiário impresso no cartão. Atenção: O número presente nesse cartão é o número do NIS do titular do cartão. Se você faz parte desse grupo familiar, mas o cartão não está no seu nome, precisa procurar o seu NIS em outro documento.Número do NIS no cartão Bolsa Família
  • Carteira de Trabalho – O número do NIS também está presente na CTPS. Abra sua carteira e procure a folha que contém a sua foto e os seus dados pessoais (nome, RG, CPF, entre outros). O Número do NIS vai estar listado junto com os dados do trabalhador;Número do NIT/NIS na CTPS
  • Carteira de Identidade – O número do NIS está presente em alguns modelos do RG (mas não em todos). Confira na sua Identidade se você possui um número de “PIS/PASEP”, esse é o mesmo número do NIS.

Como Consultar NIS pelo CPF

Se por acaso, você não tiver nenhum dos documentos listados acima, é possível consultar NIS pelo CPF no portal CNIS, da Previdência Social NIS. Para consultar o seu número do NIS pelo CPF, bastar acessar o portal CNIS INSS e realizar a consulta por filiado.

  1. Acesse a página do CNISNET através desse link: cnisnet.inss.gov.br;
  2. Clique no link “cidadão”Consulta Número do NIS pelo CPF
  3. Na página que abrir, clique no canto superior esquerdo, no link “inscrição > filiado”
  4. Preencha com seu nome completo, nome da mãe, data de nascimento e CPF. Confirme o código da imagem, e clique em “continuar”.Consulta Número do NIS pelo CPF
  5. A página seguinte, exibirá uma mensagem avisando que o filiado já possui cadastro, e exibirá o número do NIS do cidadão. Simples, não?

Após preencher esses dados, o site exibirá informações do NIS.

Como descobrir o número do NIS Bolsa Família

Para quem nunca viu o número NIS Bolsa Família na vida, existe uma forma bastante simples de obtê-lo. Basta ligar para o número 0800 726 0207, da central de atendimento da Caixa Econômica Federal. Através do atendimento, você pode obter o número do seu benefício fornecendo seu CPF, RG e nome completo.

Através do número do NIS, você poderá consultar os seguintes benefícios:

  • Bolsa Família
  • Fundo de Garantia
  • PIS (Abono Salarial)
  • PIS (cotas de rendimento até 1988)
  • Seguro Desemprego
  • Seguro Defeso
  • Bolsa Atleta

Com o número em mãos, você ainda poderá, pela internet, realizar os seguintes procedimentos, sem precisar sair de casa:

  • Consultar dados sobre seus benefícios sociais e trabalhistas;
  • Alterar dados em seu cadastro CADÚNICO, como atualização de endereço, telefone e e-mail.

Cadastro do número

O Cadastro do NIS é feito, pela primeira vez, pelo trabalhador, junto à secretaria regional do Ministério do Trabalho, ou na Caixa Econômica Federal, para ser possível fazer a carteira de trabalho (CTPS) pela primeira vez.

  • Quando o trabalhador consegue um emprego com carteira assinada: cabe ao trabalhador cadastrar o número do NIS junto ao ao Ministério do Trabalho, para formalização do contrato de trabalho – por isso que o empregador solicita a carteira de trabalho ao admitir o empregado.
  • Quando demitido: também cabe ao trabalhador dar baixa no número de Identificação Social, parar que esse possa dar entrada em outro emprego, ou encaminhar o seguro desemprego.

Como consultar

Para quem deseja fazer a consulta do número do NIS, há duas maneiras de realizar esse tipo de operação, a qual, pode ser feita tanto por telefone, como também pela internet, para quem tem esse tipo de interesse.

O modo mais prático de obter o número do NIS é pela internet, já que esse serviço pode ser feito em alguns poucos minutos, preenchendo algumas poucas informações e obtendo esse dado com grande rapidez.

CLIQUE AQUI PARA CONSULTAR SEU NÚMERO NIS

Ele irá indicar o seu cadastrado e o seu número NIS e caso já tenha cadastro nessa página, irá aparecer uma mensagem falando que já existe um registro com os dados informados e nessa mensagem terá o seu número NIS.

Dessa forma bastante prática, você consegue o seu número NIS por meio da internet. Uma outra forma de conseguir essa numeração, é ligando para a Caixa Econômica Federal, fornecendo os seus dados e solicitando qual o seu número que está cadastrado nessa agência e a assim obtê-lo.


Qual a Diferença entre NIS, NIT, PIS e PASEP?

Nenhuma. São todas siglas diferentes siglas para o mesmo número de identificação social. A única diferença é que, dependendo do documento, o número estará identificado de maneiras diferentes.