Salário Mínimo 2019

Não é somente na hora de cobrar os tributos que a Governo Federal atua, este órgão também é responsável por regulamentar o salário mínimo 2019 dos trabalhadores e aposentados.

Por isso é importante que todo cidadão que é afetado diretamente pelas mudanças no salário mínimo fique atento ao Governo Federal, e pra te dar uma mãozinha nessa hora, preparamos este post que conta com os principais pontos que giram em torno do salário mínimo 2019.

Salário Mínimo 2019
Salário Mínimo 2019

Veja também:

Valor do Salário Mínimo

O salário mínimo é direito de milhões de cidadãos brasileiros, que vão desde trabalhadores, aposentados e pensionistas.

O valor do salário mínimo é alterado ano após ano, de modo a acompanhar a situação financeira do país e possibilitar com que o trabalhador de carteira assinada possa ter uma remuneração que ao menos consiga sustentar a si e a sua família no Brasil atual.

Quanto Está o Salário Mínimo 2020
Quanto Está o Salário Mínimo 2020

Sendo que para 2019 o salário mínimo esperado, segundo o que foi divulgado pelo Governo em Agosto de 2016, é de R$ 965,00. Valendo lembrar que este valor ainda não foi confirmado, podendo ser perfeitamente possível que o mesmo seja maior ou menor.

Mas ainda levando em conta o valor de R$ 998,00 como o salário mínimo de 2019, a contagem de remuneração mínima por hora poderá ser de R$4,34 e R$ 31,8 por dia.

Tabela Salário Mínimo 2019

Para você poder ter uma noção do que esperar do salário mínimo para o ano de 2019, vale a pena dar uma olhada nos reajustes salarias que foram feitos nos últimos anos, e assim analisar as taxas de aumento.

✔ Saiba qual será o valor do salário mínimo 2020, divulgado pelo Ministério da Economia.

Reajuste Salário Mínimo

Tudo aponta que para o ano de 2019 o reajuste salarial será bom em relação aos anos anteriores, já que tomando em conta o fato destes reajustes levarem em consideração o índice de inflação, o aumento será mesmo um pouquinho mais gordo.

Mas como a inflação influência no reajusto do salário mínimo 2019? – O aumento do salário mínimo sempre esteve ligado ao poder de compra do trabalhador, ou seja, cada ano que o governo reajustou o salário sempre tinha como objetivo oferecer um salário mínimo capaz de cobrir a inflação e aumentar deste jeito o poder de compra do brasileiro.

Por isso, quanto maior a inflação, maior é o aumento no salário mínimo do trabalhador.

O reajuste do salário mínimo nacional também traz alterações nas contribuições ao INSS, por isso para empregadas domésticas que são abrangidas pelo salário mínimo e que recolhem 8%, segundo o que foi decretado em 2016 a contribuição deve passar a ser de R$ 76,32 em relação aos atuais R$ 74,96.

Sem falar que o empregador também vai verificar um aumento nos 8% do salário que ele contribui, sendo que em 2019 a contribuição passa a ser de R$ 76,32.

Cálculo Salário Mínimo 2019

CálculoJá referimos neste post que um dos principais pontos levados em conta na hora da definição de um novo salário mínimo para o trabalhador, pensionista e aposentado brasileiro é a inflação.

Por isso, para saber qual aumento no salário mínimo será aplicado no ano de 2019 é preciso antes de mais nada conhecer os números que indicam o índice de inflação, pois somente deste modo será possível obter o valor exato do salário mínimo nacional para o ano em questão.

Por meio da Lei nº 13.152 de 29 de Junho de 2015 foi estabelecido que o cálculo do aumento do salário mínimo nacional a vigorar deve seguir a seguinte formula:

Aumento do Salário Mínimo Nacional = Crescimento do PIB do ano Retrasado + Inflação.

Lembrando que a inflação que deve ser levada em conta é a do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior (Todos os 12 meses antes do reajuste), e o crescimento do PIB do ano retrasado para o cálculo do salário mínimo 2019 é o PIB 2016.

Salário Mínimo Regional 2019

Em alguns estados do Brasil é instaurado o salário mínimo regional, e nessas regiões as empresas são obrigadas a cumprir com o piso regional estabelecido, o qual nunca deve ser inferior ao salário mínimo nacional em vigor.

Salientado que este aumento depende do PIB de cada estado.

Não deixe de conferir a Tabela do salário mínimo por estado, já a seguir:

Estado Categoria Valor
Paraná Agro-pecuária R$ 1031,02
Comércio e Serviços R$ 1070,33
Indústria R$ 1111,04
Trabalhadores Nível Técnico R$ 1192,45
Rio de Janeiro Agro-pecuária Auxiliares R$ 953,47
Serviços R$ 988,60
Trabalhadores de Construção R$ 1023,70
Administradores R$ 1058,89
Serviços diversos R$ 1090,97
Nível Técnico R$ 1283,94
Professores e taxistas R$ 1772,27
Advogados e contadores R$ 2432,72
Rio Grande do Sul Agricultura, Domésticas e motoboys R$ 1006,88
Indústria R$ 1030,06
Indústria II R$ 1095,02
Trabalhadores Nível Técnico R$ 1276,00
São Paulo Agro-pecuário, domésticos, construção, vendedores R$ 905,00
Administradores e supervisores R$ 920,00
Santa Catarina Agro-pecuária R$ 908,00
Comércio e Serviços R$ 943,00
Indústria R$ 994,00
Trabalhadores Nível Técnico R$ 1042,00

Salário Líquido 2019

É importante levar em conta que o salário mínimo nacional divulgado pelo Governo Federal é uma remuneração bruta, por isso para conhecer o salário real que será atribuído ao trabalhador é preciso calcular o Salário Liquido 2019.

  • O salário líquido é simplesmente a remuneração que recebemos já com todos os descontos de tributos como o INSS e o FGTS efetuados.

Veja como funciona o Cálculo do salário líquido, já a seguir:

  • Tomando como exemplo um trabalhador com carteira assinada que recebe um salário de R$ 998,00, este sofreria um desconto De 8% para o INSS, desconto esse que é feito em trabalhadores que recebem até R$ 1.556,94.
  • Lembrando que pelo fato do pagamento do Imposto de Renda não ser obrigatório para pessoas com remuneração inferior aos R$1.903,98, este trabalhador não sofreria o desconto deste tributo.
  • Com o desconto apenas dos 8%, pode se dizer que o salário final que seria auferido por ele seria:
  • 998,00 – 8% Do valor = R$ 867,8, ou seja, haveria um desconto de aproximadamente 77,2 no salário bruto.

Levando em conta esse exemplo, nota-se claramente que o salário líquido, ou melhor, o salário real que o trabalhador irá receber vai depender da quantidade de tributos que são descontados na remuneração bruta.

Por isso, na hora de calcular o salário liquido, é importante que se tenha em conta os principais tributos incidentes sobre a remuneração e outros descontos.

Mas em todo caso, alguns dos principais descontos que podem recair sobre o salário mínimo nacional são:

  • INSS
  • IR
  • Vale Transporte
  • Vale Refeição
  • Pensão alimentícia
  • Assistência Médica
  • etc.
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Recadastramento Bolsa Família

O Bolsa Família é um dos maiores programas de transferência de renda do mundo. Esse programa possui objetivo de retirar famílias de situações de pobreza e extrema pobreza. A cada dois anos, os beneficiários devem efetuar o recadastramento para continuar recebendo o beneficiário mensalmente.

No entanto, poucas pessoas sabem como realizar esse procedimento. Então, quer saber como fazer o recadastramento Bolsa Família? Leia o artigo abaixo!

"<yoastmark


Recadastramento Bolsa Família

O recadastramento do Bolsa Família é um procedimento solicitado aos beneficiários a cada dois anos de cadastro no programa. Na ocasião, o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), responsável pelo programa, convoca obrigatoriamente as pessoas cadastradas para fazer a atualização das informações.

Esse procedimento é essencial para garantir que todos os dados informados pelos beneficiários estejam em dia para evitar fraudes.

As famílias cadastradas no Bolsa Família são avisadas sobre o período de recadastro no programa por meio do extrato emitido ao utilizar o Cartão do Cidadão. Portanto, os beneficiários devem ficar bem atentos as mensagens que são exibidas no extrato.


Quem Pode Fazer o Recadastramento Bolsa Família

O recadastramento no Bolsa Família é obrigatório caso o beneficiário em conjunto com grupo familiar passe por algumas situações específicas. Ou seja, podem solicitar o recadastramento o grupo familiar

  • Modificação na composição do grupo familiar (exemplo: beneficiários matriculados saiam do grupo).
  • Alteração de endereço residencial do grupo familiar.
  • Alteração na renda de algum dos membros economicamente ativos presente no grupo familiar.
  • Alteração na escola das crianças ou jovens cadastrado no programa.
  • Caso o grupo familiar seja requisitado a refazer o cadastro.

Se o beneficiário não realizar o recadastramento, o programa será temporariamente bloqueado. Fique atento, pois todas as regras deverão serem seguidas. Somente dessa maneira, você continuará a receber o Bolsa Família.


Documentos Necessários Para o Recadastro do Bolsa Família

Para solicitar o recadastramento do programa, o beneficiário deve apresentar uma série de documentação do grupo familiar.

  • Certidão de Nascimento
  • Título de eleitor (em dia com a Justiça Eleitoral)
  • Comprovante de residência (fatura de água, luz, telefone dos últimos três meses)
  • Documento de identificação com foto (CNH ou RG)
  • Carteira de trabalho dos membros do grupo familiar que são economicamente ativos.
  • Comprovante de matrícula escolar (para crianças e jovens entre 0 e 17 anos de idade)

Recadastramento Bolsa Família Pela Internet

Por enquanto, o Bolsa Família ainda não possibilita o recadastro pela internet. Por se tratar de um procedimento que confere os documentos pertencente ao beneficiário e grupo familiar com objetivo de evitar fraudes, o Ministério do Desenvolvimento Social só permite o recadastramento pessoalmente.

Para realizar o recadastramento no Bolsa Família, o beneficiário deve comparecer até a Secretaria de Assistência Social ou Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) portando todos os documentos citados acima e solicitar o recadastro. Além disso, também é preciso estar seguindo todos os requisitos de participação do programa.

Com o recadastramento em dia, o beneficiário não terá o Bolsa Família suspenso ou cancelado. Na ocasião, o próximo recadastro no programa será depois de dois anos ou caso tenha alguma modificação.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Aplicativo Bolsa Família 2020: BAIXAR AQUI, Instalar

Os benefícios sociais oferecidos pelo Bolsa Família são uma fonte de sustento para diversas famílias com baixa renda mensal. Sendo que para poder facilitar o acesso e controle dos auxílios dessas famílias, foi desenhado o Aplicativo Bolsa Família.

Se você é um dos milhões de beneficiários do Bolsa família, continue ligado a este post e saiba como esse aplicativo funciona e onde você pode ter acesso a ele.

Aplicativo do Bolsa Família


Aplicativo Bolsa Família

Ao longo dos anos o Bolsa Família foi se tornando no programa base quando se fala de assistência as famílias mais carenciadas do país, o que também resultou em grandes filas nas agências de atendimento do programa.

Como resposta a essa ineficiência no atendimento que o Bolsa família vinha enfrentando, foi desenvolvido o Aplicativo Bolsa família 2020.

Usando o app é possível aceder diversos serviços de forma bem fácil e ágil, como:

  • Consultar o saldo da conta do benefício;
  • Localizar postos de atendimento mais próximos de ti;
  • Ficar a conhecer as datas de levantamento dos benefícios.


Baixar e Instalar Aplicativo Bolsa Família

O aplicativo Bolsa família foi desenhado para rodar em smartphones e outros dispositivos que suportam o Android, iOS e Windows Phone. Independentemente do dispositivo que você estiver usado, o passo a passo a seguir mostra como fazer o download e instalação do aplicativo:

  • Comece por aceder a loja de aplicativos do seu dispositivo (caso seja um Iphone acesse a App Store, para Android acesse a Play Store, e para o Windows Phone entre no Windows Store);
  • Na loja de aplicações vá na barra de buscas e escreva “Bolsa família”;
  • Na lista de resultados que será apresentada em instantes, clique no aplicativo oficial do Bolsa família que geralmente aparece como a primeira opção;
  • Na página do aplicativo clique onde vem “Instalar” e depois aguarde até que a transferência esteja concluída. A instalação seguirá automaticamente após o fim do download;
  • Assim que a instalação da aplicação for feita, basta abrir o aplicativo e entrar com todas as informações de acesso que são pedidas no formulário.

O acesso aos dados pessoais, saldo e outras informações do beneficiário, é permitido assim que a aplicação é acessada pela primeira vez. Ou seja, não há nenhum outro procedimento a ser seguido para consultar informações disponíveis no APP do Bolsa Família além do que foi explicado acima.


Como utilizar o aplicativo do Bolsa Família

Confira abaixo como utilizar o aplicativo do Bolsa Família 2020:

  • Procure pelo app do PBF no se celular
  • Abra o app
  • Informe seu número do NIS;
  • Em seguida, basta utilizar o app. Através dele você pode:
    1. Procurar pontos de saque mais próximos
    2. Consultar datas de pagamento do seu benefício

Como Consultar o Bolsa Família pelo CPF

Quem não possui um smartphone para poder baixar o Aplicativo Bolsa família e realizar as suas verificações, também pode consultar o Bolsa Família pelo CPF.

Para fazer essa consulta você apenas precisa de um computador conectado à internet, e com ele seguir as etapas ilustradas, já a seguir:

  • Comece por entrar no site oficial do portal transparência clicando AQUI;
  • Na página exibida com um painel de consultas detalhadas escolha a opção “Benefícios ao cidadão”;
  • A seguir você terá que inserir o estado e a cidade a partir da qual pretendes fazer a sua consulta;
  • Por fim basta informar o seu CPF e número do NIS.

Tira Dúvidas

Em caso de dúvidas sobre a instalação do apliactivo Bolsa Família, entre em contato com o seguinte telefone:

  • Telefone de contato: 0800 726 0207

Bolsa Família 2020

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Fim do Bolsa Família 2020 – Verdade ou Mentira?

Os recentes cortes que vem sendo realizados pelo governo Bolsonaro, tem gerado várias polemicas principalmente por conta do possível Fim do Bolsa Família 2020. Para esclarecer esse boato, preparamos este post que explica o possível fim do Bolsa família. Acompanhe.

Fim do Bolsa Família 2020
Fim do Bolsa Família 2020

Fim do Bolsa Família 2020: Verdade ou Mentira?

O fim do Bolsa Família é MENTIRA
O Presidente Jair Bolsonaro nunca disse que ia acabar com o Bolsa Família. Em 2019, o benefício até foi apliado, atravéz do pagamento do 13º do benefício.

Não há dúvidas de que o Bolsa Família 2020 é um programa que tem feito um bem imenso para as famílias brasileiras de baixa renda familiar, e que por isso, a sua extinção significaria mais famílias vivendo em situação de extrema precariedade.

Por isso, é quase que ilógico pensar que algum governo no mundo realizaria um ato tão desumano como o Fim do Bolsa Família 2020. A verdade é que o governo Bolsonaro não quer acabar com o bolsa família. Mas sim realizar algumas mudanças nele para deixa-lo ainda melhor.

 


Bolsa Família Vai Acabar?

Felizmente o Fim do Bolsa Família 2020 não vai acontecer. No entanto, ele sofrerá algumas alterações para beneficiar as pessoas que realmente são merecedoras de seus auxílios.

As mudanças que serão implementadas no programa visam impedir que os fundos que seriam melhor usados pelas famílias que realmente merecem, caiam nas mãos de pessoas que somente querem se aproveitar desse dinheiro.

Com essas alterações, poderão ser identificados os atuais beneficiários que não são merecedores do Bolsa família. Isso permitirá que haja mais fundos no Bolsa família para serem distribuídos entre as famílias necessitadas, e melhorar deste jeito as suas vidas.

No caso de benefícios que estão cadastrados em nome de políticos e pessoas cuja renda ultrapassa o limite estipulado pelo bolsa família para o recebimento do auxílio, por exemplo, o direito de participação nesse programa será vedado.

Sendo assim, todas as famílias inscritas no Bolsa Família que cumprem com os requisitos impostos pelo programa, não precisam preocupar-se com esses cortes. Pois elas não serão afetadas negativamente com isso.

Bolsonaro Vai acabar com o Bolsa Família?

O próprio presidente da República, Jair Bolsonaro, já declarou que não fará a extinção do Bolsa Família. Reafirmando que a sua intervenção nesse sentido somente será para retirar os beneficiários ilegais do programa. De modo a deixar o Bolsa Família ainda mais preparado para ajudar a todas as famílias de baixa renda.


Em que casos o Bolsa Família pode ser bloqueado?

Em alguns casos, seu beneficio poderá ser cancelado, sem aviso prévio. Normalmente isso só ocorre quando existe suspeita de irregularidades, ou que a família não necessita mais do benefício.

Confira abaixo os principais casos de bloqueio do bolsa família:

1. Falta de atualização cadastral

Para que o Bolsa família tenha informações atualizadas acerca das famílias beneficiadas e saber se elas ainda merecem ou não ter os auxílios do programa, é preciso que todos os beneficiários do programa realizem a atualização dos seus dados no CadÚnico.

Quando há falta na atualização dessas informações, segue-se com o bloqueio do benefício. Por isso, é preciso que o beneficiário realize a atualização das suas informações cadastrais a cada 2 anos. Pois, essa é a exigência imposta pelo Bolsa família.

2. Falta de saques

Caso a família fique por 90 dias sem realizar nenhum saque do benefício, o cartão será bloqueado automaticamente. Nesses casos, se considera que a família não precisa mais do benefício, por isso não está mais realizando os saques.

3. Não cumprir as regras do PBF

Outro caso é quando o grupo familiar deixa de cumprir as regras do Programa. As principais irregularidades que causam bloqueio são:

  • Não fazer o recadastramento quando for solicitado;
  • Trocar os filhos de escola e não fazer o recadastramento;
  • Crianças não atingiram o tempo mínimo de presença escolar;
  • Crianças não tomaram as vacinas dentro do calendário de vacinação;
  • Mudança de endereço sem comunicar o Cadastro único;
  • Suspeita de que a renda familiar subiu.

Em que casos o Bolsa Família pode ser cancelado?

Não é somente a falta na atualização de informações que pode conduzir ao bloqueio do Bolsa família. Sendo que há irregularidades que quando cometidas podem levar a paragem completa do benefício. Ou seja, o bolsa família pode ser cancelado, como ocorre no caso de acúmulo do valor dos benefícios por muito tempo sem retirá-lo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Cadastro Único 2020 – CADÚNICO – Como se Cadastrar e Consultar

O cadastro único 2020 concentra uma grande quantidade de informações referentes as famílias brasileiras. E esses dados são muito importantes para o processo seletivo de programas sociais como o Bolsa Família 2020. Sendo assim, vale a pena que você saiba como o CadÚnico funciona e como podes fazer o cadastro dos seus dados da sua família nele, já nos tópicos que seguem.

Cadastro Único 2020
Cadastro Único 2020
Para mais detalhes sobre como se inscrever no Cadastro Único, confira o guia oficial oferecido pelo portal Serviços.GOV.BR

O que é o Cadastro Único?

O Cadastro Único é onde ficam contidas as informações das famílias brasileiras que apresenta uma renda familiar que não passa de 3 salários mínimos.

Por isso, é preciso que todas as famílias que apresentam essa quantidade de rendimento tenham as suas informações devidamente registradas no CadÚnico.

Devido as informações que o Cadúnico apresenta, ele é usado pelos programas de benefícios sociais no momento da escolha dos beneficiários, de modo a entregar os auxílios as pessoas que realmente são necessitadas. Alguns dos programas que usam o CadÚnico são:

 


Como se Cadastrar no Cadastro Único 2020

Em condições normais o cadastro no CadÚnico é feito na residência do cidadão mesmo. Isso quando o município realiza as suas visitas domiciliares para a inscrição.

No entanto, como nem todos os municípios costumam a seguir com essas visitas, o recomendado é que o interessado realize a inscrição por iniciativa própria seguindo as seguintes instruções:

  • Vá a uma Unidade do Centro de Referência Social situada no seu município e solicite a inscrição no Cadastro Único 2020;
  • É preciso que na hora de fazer o cadastro você tenha em mãos alguns documentos, como:
  1. CPF
  2. RG
  3. Certidão de Nascimento
  4. Certidão de Casamento
  5. Carteira de Trabalho
  6. Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI) e;
  7. Título de Eleitor.

Depois de realizar o seu cadastro, a família ainda deverá continuar a informar ao CadÚnico em caso de alteração em algum dos dados que foram passados no momento da inscrição.



Como se Cadastrar no Cadúnico pela Internet

Infelizmente por se tratar de um processo que envolve informações bastante detalhadas, o cadastro único 2020 não pode ser realizado pela internet somente pela família sem a intervenção de nenhuma entidade governamental.

Valendo lembrar que em algumas cidades as prefeituras fazem o cadastro das famílias por meio da internet. No entanto, mesmo nesse caso o local onde o cadastro decorre é a prefeitura, e não a residência do interessado.

CadÚnico
CadÚnico

Documentos necessários

Documento exigidos do responsável pelo grupo familiar

  • Título de Eleitor
  • CPF

Documento exigidos do responsável pelo grupo familiar (em caso de família indígena)

  • Título de Eleitor
  • CPF ou outro documento de identificação, como RG, certidão de casamento ou carteira da trabalho
  • Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI)

Documento exigidos do responsável pelo grupo familiar (em caso de família quilombola)

  • CPF;
  • Título de eleitor;
  • Outros documentos de identificação, como Certidão de Casamento, Carteira de Identidade (RG) e Carteira de Trabalho.

Documento exigidos de todos os demais membros do grupo familiar

  • Título de eleitor (caso maior de 18 anos)
  • RG ou CPF ou Certidão de Nascimento ou certidão de casamento ou carteira de trabalho.

Documentos que não são obrigatórios, mas que agilizam o cadastramento

  • Comprovante de endereço (preferencialmetne conta de luz);
  • Comprovante de matrícula escolar (para crianças e jovens até 17anos de idade).

Como se cadastrar no Cadastro Único 2020?

Para se cadastrar, basta se dirigir ao CRAS da sua cidade. Junte todos os os documentos acima, e solicite ao assistente social a inclusão no Cadastro Único 2020.

O procedimento leva até 1 hora para ser realizado.

Após o cadastro, quanto tempo leva para receber o Bolsa Família?

Não existe estimativa oficial do Ministério da Cidadania, mas na maioria dos casos, leva pelo menos 1 mês.

O beneficiário receberá o cartão em casa pelos correios no endereço cadastrado. Após receber, será necessário ir em uma agência da Caixa Econômica Federal e solicitar o desbloqueio do cartão.


Como Consultar o Cadúnico

Depois de teres passado por todo o procedimento que culmina na obtenção de um registro no CadÚnico, você deverá realizar uma consulta para saber se as informações da sua família já se encontrão devidamente gravadas nesse cadastro ou não.

Para seguir com a verificação basta fazer o passo a passo apresentado, já abaixo:

  • Entre no site oficial do portal consulta cidadão por este link – https://aplicacoes.mds.gov.br/sagi/consulta_cidadao/;
  • Siga em frente informando todos os dados que são requisitados e depois clique onde diz “Não sou um robô”;
  • Por fim, basta clicar em “Emitir” para saber se você já se encontra devidamente cadastrado no sistema do CadÚnico ou não.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Calendário Bolsa Família 2019

Já saiu o novo calendário Bolsa Família 2019, o qual possui as datas dos pagamentos do benefício durante o período de um ano. O programa, de iniciativa do Governo Federal, é organizado pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e auxilia milhares de famílias brasileiras que se encontram em situação financeira desfavorável as demais camadas sociais.

Calendário Bolsa Família 2019
Calendário Bolsa Família 2019

Calendário Bolsa Família 2019

O calendário do Bolsa Família 2019 de pagamento é distribuído com datas que fazem parte da segunda quinzena de cada mês, que vai de Janeiro a Dezembro. E, vale ressaltar, que cada beneficiário do programa tem até 90 dias após a data de disponibilização do pagamento, para realizar o saque.

É importante que você, assim que consultar a data do seu benefício, faça o saque o quanto antes e evite deixar para o final do prazo, pois poderá enfrentar algum imprevisto e perder o direito de receber a sua Bolsa. Além do mais, vale lembrar que poderá enfrentar uma grande fila de atendimento na Caixa Econômica Federal.

Atenção: você já pode conferir o novo calendário bolsa família, com as datas de saque atualizadas.


Como Funciona o Bolsa Família

O programa Bolsa Família é gerenciado pelo MDS – Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome e serve para beneficiar as famílias de baixa renda, com uma divisão entre:

  • Famílias pobres;
  • Famílias extremamente pobres.

Só é possível fazer parte do programa se você comprovar que seu grupo familiar está em alguma dessas situações.


Inscrição Bolsa Família

Para se cadastrar no Bolsa Família, é importante que a pessoa comprove que vive em uma situação de pobreza e apresente todos os seus documentos pessoais juntamente com a documentação de todas as pessoas com que convive na secretaria de assistência social de sua cidade. Os documentos necessários são:

  • Identidade;
  • CPF de todos os membros do grupo familiar que pretende cadastrar;
  • Comprovantes de matrícula em escolas da cidade dos adolescentes e crianças do grupo familiar.

E se você tem filhos em idade escolar é muito importante que os mesmos estejam frequentando regularmente uma instituição de ensino, assim como é possível inscrever até 5 dependentes por cada família que, nesse caso, pode ser 3 crianças e 2 jovens.


Consulta Bolsa Família 2019

Para saber a data em que o benefício estará disponível para você é bem simples. Basta observar qual é o último número do seu cadastro (NIS) presente no Cartão Bolsa Família e conferir as datas mensais apresentadas na tabela. Lembrando que a numeração começa em “1” e termina em “0”.


Como Sacar o Bolsa Família 2019

É outro procedimento simples. Se você já tem cadastrada a sua senha basta se dirigir a um caixa eletrônico da Caixa Econômica Federal com o seu Cartão Bolsa Família, em um correspondente do banco ou então nas Casas Lotéricas e fazer o saque normalmente da mesma forma que realiza o procedimento para uma conta bancária comum.

Entretanto, se você não tiver o seu Cartão Bolsa Família deverá levar os seus documentos pessoais e pedir o auxílio de um atendente da Caixa, para fazer o saque do seu benefício. Ou se preferir pode retirar suas dúvidas através da Central de Atendimento pelo telefone Bolsa Família 0800 726 02 07.


Valor do Bolsa Família

O pagamento do benefício é feito através da Caixa Econômica Federal entre os dias 10 e 30 de cada mês, conforme a tabela acima. O valor do benefício varia de família para família, de acordo com a composição de cada grupo familiar. As composições de valores do benefício são as seguintes:

  • R$ 39,00 por criança entre 0 e 15 anos de idade, com limite de cadastro para 5 crianças;
  • R$ 45,00 por jovens entre 16 e 17 anos de idade, com limite de cadastro de 2 jovens;
  • R$ 85,00 caso a média da renda familiar seja inferior a R$ 85,00 mensais;
  • R$ 39,00 caso a família tenha uma gestante cadastrada;
  • R$ 39,00 caso a família tenha uma mulher em fase de amamentação cadastrada.

Para as famílias com cadastro ativo, o mínimo recebido é de R$ 39,00 e o teto do valor do auxílio é de R$ 372,00.

  • Beneficiários do Programa Bolsa Família 2019 terão direito a receber o Conversor Digital Bolsa família. Se o seu aparelho de televisão não tiver conversor digital integrado, ou tiver sido comprado antes de 2011, você poderá agendar o recebimento de um conversor digital grátis no órgão responsável na sua cidade.

Confira os dados atualizados do Bolsa Família 2019, e saiba em primeira mão as novidades e mudanças que o benefício deve sofrer em janeiro.


Poupança Bolsa Família

A Caixa disponibilizou mais um serviço para auxiliar os milhares de beneficiários do Bolsa Família: o Poupança Caixa Fácil. Trata-se de uma espécie de conta simplificada que você pode abrir em alguma Casa Lotérica ou Correspondentes Caixa Aqui e que poderá receber o seu benefício de forma direta e rápida, além de poder fazer movimentações financeiras mensais de até R$ 3.000,00. É claro que você recebe um cartão que permite fazer depósitos, consultar o seu saldo e até fazer compras com mais comodidade.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Projeto Presença

Nos últimos anos o número de alunos que abandonaram ou não frequentam mais a escola aumentou consideravelmente. Foi pensando nisso que o Governo Federal, através do Ministério da Educação, desenvolveu o Projeto Presença.

Esse projeto tem o objetivo de acompanhar o progresso dos alunos nas escolas, melhorar a gestão dos colégios públicos e implantar vários outros benefícios para reverter esse tipo situação de abandono escolar.

Ele ainda tem a missão de integrar um sistema solido e eficaz não só aumentado o índice de alunos dentro da escola, mas melhorar a qualidade do ensino e elevar o nível da educação pública e particular brasileira.

Projeto Presença
Projeto Presença

O que é o Projeto Presença?

O Projeto Presença foi criado pelo Ministério da Educação pelo Governo Federal, para acompanhar a frequência escolar dos alunos. Ele foca na permanência e acesso dos alunos a escola pública e privada. Assim, permite um maior controle e precisão do nível educacional do Brasil. Além disso, serve para identificar os reais problemas que mais agravam a vida dos estudantes.

O projeto tem um sistema muito eficaz e atualizado para registrar a permanência dos alunos nas instituições, visando à gestão de controle do sistema. Ele também oferece diversos recursos necessários para a melhoria da educação, melhoria de gestão e interação com outros projetos sociais, com o objetivo essencial de melhorar os projetos educacionais.

O sistema dá a cada aluno um cartão de estudante contendo um NIS (número de identificação social). Esse documento é integrado ao sistema que acompanha todo o processo do aluno referente à escola como notas e frequência.

Desse modo, caso o aluno tenha baixa frequência escolar, os gestores do Bolsa Família poderão interferir. O Governo também vai conseguir controlar melhor esse déficit e implantar medidas para melhorar a educação naquela escola.


Como Acompanhar a Presença Escolar?

O Ministério da Educação (MEC) oferece uma página de consulta da frequência escolar. O acesso aos dados completos é restrito aos gestores do Bolsa Família, porém a página oferece relatórios e gráficos interativos do projeto Presença em cada região e em cada estado.

Para acessar, clique aqui

Veja também:


Benefícios do Projeto Presença

  • Dar um melhor suporte para alunos pobres: O sistema é fundamental como ferramenta para acompanhar e monitorar a rotina escolar dos alunos. Foca principalmente das crianças e adolescentes em níveis baixos e situação de pobreza ou de pobreza extrema. Melhora, assim o nível da educação brasileira;
  • Elevar o nível da educação pública: O projeto inicia a prática de políticas públicas para melhorar o acesso daqueles que se encontra em vulnerabilidade social. Além de dar acesso a educação e lutar contra a pobreza;
  • Dar apoio aos alunos mais necessitados: O programa visa à importância da escola na vida dos alunos. Oferece apoio básico e de direito social das pessoas alertando todas possíveis violações contra os direitos da criança e do adolescente e incentivando os alunos a comparecem as aulas;
  • Tornar a aula mais interessante: O sistema também oferece divertimento e interações educacionais, projetos e eventos para as crianças e jovens da rede de ensino.

Como Funciona o Projeto Presença

Através do número do cartão de estudante, o Governo consegue controlar as faltas e verificar como cada aluno tem se comportado em relação as notas. Os dados são disponibilizados na página do MEC indicada acima e em relatórios mensais divulgados pelo MDS.

Assim, o Governo pode tomar medidas para interferir, se uma região tiver índices muito baixos de presença escolar. Gestores do programa Bolsa Família também poderão determinar se o grupo familiar está cumprindo os requisitos de frequência escolar.

Além disso, através de um acesso à internet, pelo site qualquer pessoa pode encontrar o manual do sistema ou fazer uma solicitação ao cadastro e poder utilizar o sistema. Os gestores podem acompanhar o desempenho escolar de um determinado indivíduo ou de toda a comunidade.

O que achou desse novo programa educacional brasileiro? Tem mais alguma dúvida? Deixe o seu comentário abaixo e participe desse post.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Lista Bolsa Família 2020 – Beneficiários Por Município

Por ser um programa social usado com dinheiro público, o programa Bolsa Família deve ter seu conteúdo de fácil acesso para qualquer cidadão brasileiro. A consulta deve ser liberada para todos através da internet. Confira ao decorrer do artigo sobre a lista Bolsa Família 2020.

Na consulta os nomes dos beneficiários por município e os valores que eles recebem deve estar divulgado nos sites de transparência do governo. Quando o programa foi criado, em 2003, juntamente com ele o governo aprovou a lei nº 10.836 de 2004, em que trata sobre as informações do Bolsa Família como de acesso público.

Lista Bolsa Família 2020

Como são organizados os dados da Lista do Bolsa Família

O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome é o órgão que administra o programa Bolsa Família, atualiza os dados e a lista Bolsa Família de todos os anos e disponibiliza em seu site para consulta de qualquer brasileiro. Outro local em que os dados podem ser acessados é o Portal da Transparência do Governo Federal.

O acesso a esses dados do programa é uma forma de controle da sociedade, em que qualquer um pode consultar. Caso algum cidadão encontre alguma irregularidade nos dados do programa, ele pode denunciar. É uma forma do cidadão saber para onde está indo o seu dinheiro.

O cidadão terá acesso ao nome do responsável do benefício, o seu número de identificação social – mais conhecido como Número NIS – e o valor que ele recebe. A atualização dos beneficiários é mensal. Ou seja, de mês em mês pode surgir mais beneficiários ou cancelamento de existentes.

A atualização deve ser feita pelo departamento responsável do programa Bolsa Família de cada município.


Como Consultar a Lista Bolsa Família 2020

Para fazer essa consulta bolsa família é muito simples. Primeiramente, para que esse passo a passo funcione corretamente, use o seu navegador Internet Explorer, somente ele consegue abrir os dados corretamente.

  • Entre no site da Caixa Econômica Federal – www.caixa.gov.br;
  • Entre na parte em que está escrito “Benefícios e Programas”, depois “Bolsa Família”.
  • Nesta parte você poderá escolher em consultar por Estado, município ou por família.
  • Pelo Estado, você escolhe qual Estado deseja saber informações, qual mês e clicar em “Consultar”
  • Lá aparecerá quantas famílias são beneficiadas naquele Estado e qual a quantia repassada pelo governo.
  • A consulta por município acontece da mesma forma. Escolha a cidade e o mês que quer informações e clique em “Consultar”.
  • Abrirá as famílias que recebem naquele município juntamente com o valor recebido.
  • Para consultar a família que recebe a renda extra, é preciso digitar o número de identificação social do responsável daquela família e seu nome completo.
  • O sistema irá mostrar qual a situação do programa para aquela pessoa, sua data de nascimento e a cidade.

Lisa de Beneficiários Bolsa Família no Portal da Transparência

Essa é uma maneira muito simples de conferir quem recebe o Bolsa Família por cidade. Para isso, você deve:

É possível conferir informações sobre o benefício a partir do ano de 2004 até o ano atual.

Agora, será disponibilizada uma lista com os estados brasileiros, selecione aquele que contém a cidade desejada.

Após isso, aparecerá a lista de cidades do estado escolhido, você deve então clicar na qual deseja ter maiores informações.

Por meio dessa consulta, são exibidos valores recebidos em cada ano e mês pelas famílias beneficiadas. Ainda é disponibilizado a data de liberação do Bolsa Família e quando o saque foi realizado.

Bolsa Família

O Programa Bolsa Família nasceu em 2003 com o objetivo de garantir o direito à alimentação, saúde e educação as famílias que vivem na pobreza ou na extrema pobreza. O Bolsa Família é conhecido como um programa de transferência de renda.

Essas famílias recebem essa renda extra com o intuito de conseguir uma oportunidade de sair da situação da pobreza e vulnerabilidade. Os últimos dados do Governo Federal revelam que mais de 14 milhões de famílias recebem o Bolsa Família. Ou seja, cerca de 50 milhões de pessoas são beneficiadas com este programa social.

Para conseguir participação do programa não basta viver na pobreza ou na extrema pobreza. É preciso cumprir outros requisitos para cadastramento e no pós-recebimento do programa.

O que fazer se ver alguém recebendo indevidamente?

Se você encontrar alguém que não deveria estar recebendo o benefício com o nome na lista, entre em contato com a gestão municipal.

Ou então, ligue ao MDS pelo número 0800 707 2003 e informe os dados da família.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Calendário FGTS 2020

Recentemente o Governo Federal anunciou a liberação para saque do saldo inativo das contas do FGTS do trabalhador brasileiro, que deve começar a partir de março, de acordo com o calendário FGTS 2020. Esse calendário, segundo anunciado, deve distribuir as datas de pagamento de quem tem conta inativa do fundo de garantia desde dezembro de 2015, a partir de março de 2017, e os pagamentos devem ser distribuídos de acordo com a data de nascimento do trabalhador, confirme anunciado.

Veja abaixo a tabela de pagamentos do FGTS, e confira quando será liberado o pagamento do seu fundo de garantia.

Calendário FGTS 2020
Calendário FGTS 2020

Calendário FGTS 2020 de pagamentos

O calendário de pagamentos do Fundo de Garantia foi divulgado pela Caixa Econômica Federal na segunda semana de fevereiro, através do Portal Brasil. O calendário de pagamentos do FGTS estabelece as datas de pagamento para quem tem conta inativa desde 31 de dezembro de 2015. Veja abaixo as datas de pagamento do calendário:

Calendário FGTS 2020
Recebem a partir: Quem Nasceu em:
10 de Março Janeiro / Fevereiro
10 de Abril Março / Abril / Maio
12 de Maio Junho / Julho / Agosto
16 de Junho Setembro / Outubro / Novembro
14 de Julho Dezembro

Segundo estimativas da Caixa Econômica Federal, mais de 23 milhões de trabalhadores brasileiros vão ser beneficiados com o saque das contas do FGTS inativo. Segundo a presidência da República, o saque foi liberado para injetar dinheiro na economia, ajudando o brasileiro a quitar dívidas.

Quem pode sacar o FGTS Inativo?

Segundo o anúncio do presidente Michel Temer, o saldo das contas do fundo de garantia será liberado para todos os trabalhadores brasileiros com saldo no fundo de garantia inativo desde 31 de Dezembro de 2015.

Saldo inativo é, segundo esclarecimento da Caixa Econômica Federal, o saldo de contas do FGTS que não recebe mais depósitos. Ou seja, contas do FGTS de empregos anteriores, que o trabalhador foi demitido, mas não teve a oportunidade de sacar o fundo de garantia. Vale lembrar que em cada emprego, é aberta uma nova conta do fundo de garantia do trabalhador. Portanto mesmo que o trabalhador esteja empregado com carteira assinada, ele pode ter saldo a receber de empregos anteriores, desde que respeite as datas de saque do calendário FGTS 2020.

Continuam tendo direito a sacar o fundo de garantia todas as classes que anteriormente tinham direito ao saque do benefício:

  • Aposentados;
  • Quem foi demitido sem justa causa;
  • Quem quer usar o saldo para financiar a casa própria;
  • Vítimas de enxurradas;
  • Vítimas de doenças graves, como câncer ou HIV;
  • Falecidos.

Todos os grupos listados acima continuam tendo direito ao saque do benefício a qualquer momento, sem precisar aguardar as datas do Calendário FGTS Inativo.

Qual o valor do FGTS Inativo?

Segundo anuncio do Governo Federal, trabalhador poderá sacar o valor integral do FGTS inativo – ou seja, não existe limite de saque. Para saber quanto você tem nas contas do fundo de garantia, basta baixar o aplicativo FGTS Caixa, disponível gratuitamente em todas as plataformas de telefones celulares. Clique aqui para baixar o aplicativo.

Para realizar a consulta saldo FGTS pelo do aplicativo do fundo de garantia pelo aplicativo da Caixa, basta ter esses dados:

  • Número do PIS – presente no cartão cidadão e na carteira de trabalho;
  • Senha da internet – pode ser criada no próprio aplicativo.

Pedi demissão, posso receber o FGTS?

Se você trabalhava com carteira assinada, e pediu demissão em 2016, ou em 2017, não terá direito a receber o fundo de garantia. Se a sua demissão foi pedida em 2015 ou anteriormente, você então tem direito a receber o fundo de garantia.

ATENÇÃO: Vale reforçar que se você pedir demissão agora, terá direito a receber o saldo do fundo de garantia pelo calendário do FGTS Caixa.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Calendário PASEP 2020: Como Consultar PASEP

O Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público – ou simplesmente PASEP – teve sua criação na década de 1970 e foi somente instituído na Constituição no ano de 1988. O objetivo principal do programa é transferir uma quantia em dinheiro para trabalhadores de empresas públicas. Da mesma forma que o PIS, o PASEP paga uma quantia a trabalhadores que se encaixam em alguns requisitos exigidos pelo programa. Esse ano, o valor pago pelo PASEP será correspondente a R$ 954,00, e as datas de pagamento desse benefício serão estipuladas de acordo com o Calendário PASEP 2020.

Calendário PASEP 2020
Calendário PASEP 2020

O trabalhador que deseja receber o benefício do PASEP 2020 deve atender a alguns requisitos, tais como:

  • Trabalharem pelo menos por um mês consecutivo em 2016 com registro na carteira.
  • Possuírem cadastro no PIS/PASEP há no mínimo cinco anos.
  • Manterem seus dados pessoais atualizados no relatório de Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).
  • Receberem até dois salários mínimos no ano anterior.

No entanto, essas regras valem somente até 2016, pois a partir do Calendário do PASEP 2017, as regras mudam. Essas foram sancionadas no dia 28 de fevereiro de 2016 e, felizmente, não servem para o calendário do PASEP 2016. Se as regras passassem a ter valor para esse ano, milhares de trabalhadores perderiam o direito ao benefício.

A mais notável das mudanças das regras está relacionada diretamente com o valor pago pelo benefício. Antes, era pago um valor referente a um salário mínimo para os trabalhadores. A partir das novas regras, o valor pago aos trabalhadores será conforme seu tempo de trabalho.


Calendário PASEP 2020

Esse ano, o calendário PASEP não irá seguir os cronogramas dos anos anteriores, que iam de julho a outubro. Dessa vez, o benefício será pago em 12 meses, ou seja, um ano. O benefício PASEP será pago entre julho de 2018 a junho de 2019. Anteriormente eram reservados cerca de 20 milhões de reais para pagar o abono, nesse ano serão usados somente 12 milhões de reais.

Essa medida de corte de gastos foi aprovada pelo Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (CODEFAT), o qual reúne representantes de empresários, funcionários e também do Governo Federal. A mesma teve sua aprovação no dia 2 de julho de 2017.

Tabela de Saques do PASEP 2019 nas agências do Banco do Brasil
Final do PASEP: Podem Sacar em: Podem sacar até:
0 26/07/2018 28/06/2019
1 16/08/2018 28/06/2019
2 13/09/2018 28/06/2019
3 18/10/2018 28/06/2019
4 20/11/2018 28/06/2019
5 17/01/2019 28/06/2019
6 e 7 21/02/2019 28/06/2019
8 e 9 14/03/2019 28/06/2019

Diferentemente do calendário PIS 2020, que paga seus beneficiários de acordo com a data de nascimento do trabalhador, o Servidor Público recebe seu abono salarial de acordo com o final do seu número do NIS.

A medida de corte de gastos feita pelo Governo Federal está afetando e afetará os trabalhadores diretamente. Essa medida deixou diversas Centrais Sindicais desgostadas.

A Força Sindical lançou a seguinte nota comentando o fato: “Ainda mesmo que não satisfeito com todas às atuais dificuldades impostas à classe trabalhadora do Brasil, como o aumento da redução de direitos dos trabalhadores e previdenciários, conquistados ao longo de todos esses anos, o governo vem, nesse momento, com outra articulação para cima de nós trabalhadores, punindo, dessa maneira, a classe trabalhista que possui uma menor renda, e assim um qualidade de vida inferior que as dos demais.”


Qual o Valor do PASEP 2020?

O valor do seu benefício vai depender do tempo de trabalho com carteira assinada. Segundo o Ministério do Trabalho, cada 30 dias, dão direito à 1/12 do valor do abono salarial.

Dessa forma, para ter direito ao benefício completo, o trabalhador precisa ter trabalhado durante todo o ano base (2017) com a carteira assinada.

Confira abaixo o valor do benefício, na tabela de valores divulgada pelo Baco do Brasil:

Meses trabalhados (dias) Valor Abono
1 (30 a 44) R$ 80,00
2 (45 a 74) R$ 159,00
3 (75 a 104) R$ 239,00
4 (105 a 134) R$ 318,00
5 (135 a 164) R$ 398,00
6 (165 a 194) R$ 477,00
7 (195 a 224) R$ 557,00
8 (225 a 254) R$ 636,00
9 (255 a 284) R$ 716,00
10 (285 a 314) R$ 795,00
11 (315 a 344) R$ 875,00
12 (345 a 365) R$ 954,00
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...